Menu

Rádio

www.radiorosamistica.com

Rosa Mística

Evangelho do dia 13/04

13 ABR 2018
13 de Abril de 2018

João 6, 1-15        S. Martinho I  

 

“Depois disso, atravessou Jesus o lago da Galiléia (que é o de Tiberíades) seguia-o uma grande multidão, porque via os milagres que fazia em benefício dos enfermos. Jesus subiu a um monte e ali se sentou com seus discípulos. Aproximava-se a Páscoa, festa dos judeus, Jesus levantou os olhos sobre aquela grande multidão que vinha ter com ele e disse a Filipe: “Onde compraremos pão para que todos estes tenham o que comer?” Falava assim para o experimentar, pois bem sabia o que havia de fazer. Filipe respondeu-lhe: “Duzentos denários de pão não lhes bastam, para que cada um receba um pedaço.” Um dos seus discípulos, chamado André, irmão de Simão Pedro disse-lhe: “ Está aqui um menino que tem cinco pães de cevada e dois peixes...mas que é isto para tanta gente?”

Disse-lhe Jesus: “Fazei-os assentar.” Ora, havia naquele lugar muita relva. Sentaram-se aqueles homens em número de uns cinco mil. Jesus tomou os pães e rendeu graças. Em seguida distribui-os às pessoas que estavam sentadas, e igualmente dos peixes lhes deu quanto queriam. Estando eles saciados, disse aos discípulos: “Recolhei os pedaços que sobraram, para que nada se perca.”

Eles os recolheram e dos pedaços dos cinco pães de cevada que sobraram, encheram doze cestos. À vista desse milagre  de Jesus, aquela gente dizia: “Esse é verdadeiramente o profeta que há de vir ao mundo.” E Jesus percebendo que queriam arrebatá-lo e fazê-lo rei, tornou a retirar-se sozinho para a montanha.”

 

Meditando a Palavra

 

“Tomou então Jesus os pães e, depois de dar graças, distribui-os aos presentes, assim como os peixinhos, tanto quanto queriam.”

 

O evangelho de hoje nos ensina que o pão abençoado e partilhado por Jesus é sinal do amor generoso de Deus que convoca a todos para a solidariedade.

O pão também revela que a garantia da dignidade de um povo não se encontra no poder do líder que o comanda, mas no serviço de cada um que organiza a comunidade para o bem de todos.

O pão é uma exigência que convoca a todos para a comunhão. Ninguém pode ser excluído ou se deixar excluir da vida solidária e de comunhão participativa.

Pão e dois peixinhos e o milagre da partilha.

Neste tempo de Páscoa busquemos o Senhor enquanto ele se deixa encontrar.

Senhor, fica conosco e dá-nos a coragem do compromisso com as exigências do amor. Sabemos que sois Mestre e Senhor, por isso te pedimos a graça de não esquecer o teu gesto de amor para com todos os homens.

Abençoa, Senhor a nossa vida e o nosso trabalho. Amém.

Voltar

Rua Souza Dias s/n Lote 325
Icaraí - Niterói - Rio de Janeiro

Rádio Rosa Mística

Tenha também o seu site. É grátis!